Conheça a região de Fátima em Portugal

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Fátima em Portugal é um daqueles destinos religiosos super interessantes para conhecer na Europa. A região recebe todos os anos mais de 6 milhões de visitantes, principalmente aqueles que fazem turismo de peregrinação.

Muitos vão até Fátima para pagar suas promessas e conhecer um pouco do destino antes é uma ótima forma de não cometer erros durante a viagem.

História

O ano de fundamento é uma incógnita, mas o seu destaque na história acontece logo após a aparição de Maria a partir de 1917. Quem deu o relato sobre sua aparição foram os primos portugueses, Jacinto, Lúcia e Francisca, viram ela na região e dado alguns milagres, o destino acabou entrando para a crença popular.

No exato local onde aconteceu a aparição foi fundada a Capelinha das Aparições.

Todos os detalhes sobre a história foram investigados pela igreja católica por muitos anos após estes relatos, mas a legitimidade só foi aceita a partir do ano de 1930.

Viagem dos sonhos para a Grécia!

Melhor período para visitar Fátima em Portugal

O destino é conhecido por seu turismo religioso que segue a risca a história do local. As melhores datas para quem considera os feitos da santa são períodos que abrangem os dias 13 de maio e 13 de outubro, das quais foram a primeira e última aparição.

Mas se você deseja apenas conhecer as construções históricas e fugir da “muvuca” o indicado não ir neste período. Uma terceira alternativa é visitar durante as semanas de junho a agosto que abrangem o dia 13, eles são mais tranquilos mas ainda sim tem cunho religioso.

Feriados como Natal, Páscoa, Sexta-feira santa e outros religiosos, são bons períodos para conhecer lá ou evitá-los.

Conhecendo duas das principais basílicas de Fátima

Se você já quer começar a planejar o seu roteiro por Fátima em Portugal, confira um pouco mais sobre algumas de suas basílicas super famosas:

Basílica da Santíssima Trindade

Esta basílica foi inaugurada em 2007 e como a sua finalidade era oferecer uma boa experiência para os fiéis, há uma grande capacidade mesmo em períodos de peregrinação religiosa.

A basílica fica de frente para a basílica de Nossa Senhora do Rosário, proporcionando para seus visitantes duas experiências distintas, uma de uma igreja mais moderna e outra que conserva os traços de mais de 60 anos de história.

Basílica de Nossa Senhora do Rosário

Esta já conta com 62 anos de existência. Fundada em 1958, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, foi fundada no local onde as crianças viram a santa. Por lá também está a Capelinha das Aparições.

Rosário pode receber aproximadamente 8 mil devotos.

Outra curiosidade sobre o ambiente é que ali estão sepultadas as crianças (que faleceram mais velhos), Jacinto, Francisca e Lúcia, testemunhas oculares da história na região.